Category: Notícias

Pacientes da UBS 2 de Santa Maria recebem fraldas em casa

Fotos: Divulgação/Secretaria de Saúde

Uma ação conjunta entre a Unidade Básica de Saúde 2 de Santa Maria e o Centro de Apoio Psicossocial para Álcool e Drogas Flor de Lótus, também da região, já entregou 3.020 fraldas aos 76 pacientes cadastrados na unidade de saúde. As fraldas são para os aqueles diagnosticados com incontinência urinária e anal permanente, disfunção neuromuscular da bexiga ou cólon neurogênico. A medida ocorre para reduzir o fluxo de pessoas no interior da UBS.

As entregas foram iniciadas na última sexta-feira (19) e ocorrerão durante toda esta semana nas residências dos pacientes assistidos pela UBS. A expectativa é de que, até o final desta semana, 12 mil pacotes sejam entregues aos usuários que possuem cadastro no programa de fornecimento de fraldas descartáveis.

A ação surgiu devido à pandemia do novo coronavírus que fez com que os servidores da unidade, juntamente com os agentes comunitários de saúde, criassem uma maneira de assistir os pacientes sem que eles se deslocassem até a unidade.

“Vimos a necessidade de entregar as fraldas em domicílio, tendo em vista que a maioria dos usuários é idoso ou portador de necessidades especiais e encontra-se em isolamento”, afirma o gerente da unidade, Victor Campos.

A entrega também possibilitou que um paciente diagnosticado com Covid-19, e cumprindo isolamento social, recebesse o pacote de fraldas sem precisar deixar sua casa. Com a ação, também é possível verificar se o paciente assistido ainda mora no local cadastrado e manter os registros no programa sempre atualizados.

“A parceria com os agentes comunitários de saúde que, junto com a gerência, avaliaram a necessidade de entregar as fraldas em casa, tendo em vista que o público alvo é vulnerável (idosos, portadores de necessidades especiais) e estavam evitando vir à unidade de saúde, justamente por causa do distanciamento social”, complementa Victor.

RIACHO FUNDO II – Uma ação semelhante, na última semana, foi realizada pela Unidade Básica de Saúde 1 do Riacho Fundo II, que possui 55 pacientes cadastrados no programa. Victor Campos ressalta que a ação da UBS 1 serviu de modelo para os servidores da Unidade de Santa Maria. “Nos inspiramos nesta ação, tendo em vista o bom relacionamento que temos com a UBS 1 do Riacho Fundo II”.

Deputado Cláudio Abrantes encaminha ofício sobre terceira parcela do reajuste dos ACS e AVAS para SES-DF

Após reunião com o SINDIVACS-DF, Distrital e Líder do Governo na CLDF, Deputado Cláudio Abrantes (PDT/DF), encaminha ofício ao Secretário de Estado de Saúde do DF solicitando o impacto financeiro da terceira parcela do reajuste dos AVAS e ACS que compõem a Carreira Vigilância Ambiental em Saúde e Atenção Comunitária à Saúde do Quadro de pessoal do Distrito Federal criada pela Lei Distrital 5.237/2013 suspensa em 2015.

A Câmara Legislativa está debatendo a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2021.

ASCOM/SINDIVACS-DF

Pacientes da UBS 01 do Riacho Fundo II recebem fraldas em casa

Foto: Divulgação/Secretaria de saúde

Com a rotina alterada por conta da pandemia, a entrega de fraldas para os pacientes da Unidade Básica de Saúde 1 do Riacho Fundo II mudou. Antes, os pacientes deslocavam-se até a unidade para fazer a retirada, agora, os 55 cadastrados no programa, e que são das áreas de cobertura das Equipes de Saúde da Família que atuam na UBS, recebem o insumo em casa. A iniciativa tem por objetivo reduzir o fluxo de pessoas passando pelo local.

A entrega do material ocorre mensalmente, assim como funcionava a retirada antes da pandemia. Em toda a rede pública estão cadastrados cerca de 4 mil pacientes e são distribuídas mensalmente mais de 600 mil fraldas. O material é fornecido a pessoas que têm diagnóstico estabelecido de incontinência urinária e anal permanente (CID R32 e R15, respectivamente), disfunção neuromuscular da bexiga (CID N31), cólon neurogênico (CID K59.2). Para os critérios de inclusão no programa, a pessoa deve ser residente e domiciliada no DF com idade superior a dois anos.

Tiago Marques, gerente da UBS 01, ressalta a ação como uma atitude acertada. Os pacientes da localidade, em sua maioria, são pessoas do grupo de risco e debilitadas. “Fizemos um levantamento de dados com os usuários que recebem fraldas e constatamos que a maioria é dependente de transporte público. Diante disso, para melhor atendê-los, montamos uma logística de entrega das fraldas nas residências desses usuários. É importante ressaltar que os  pacientes e seus cuidadores fazem parte do grupo de risco da Covid-19,  por esse motivo, foi necessária uma ação com objetivo de evitar contaminação. Para  realizar esse trabalho, a gerência contou com a colaboração dos profissionais agentes Comunitários de Saúde, que além de fazerem busca ativa desses pacientes, também estão acompanhando as entregas e orientando as famílias.”, declarou o gerente.

Texto reproduzido do site da SES-DF. Acesso em:

:http://www.saude.df.gov.br/ubs-01-do-riacho-fundo-ii-entrega-fraldas-na-casa-dos-pacientes/