Category: Destaque

Contratação Temporária

O SINDIVACS – DF se posiciona contra a CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA para Agentes de Vigilância Ambiental e Agentes Comunitários de Saúde.

O SINDIVACS, bem como a categoria de AVA’s e ACS’s vem reivindicando, exaustivamente, a Regulamentação do Plano de Carreira (processo: 0414.000027/2011) e a Realização de Concurso Público para os Agentes de Saúde do Distrito Federal

SINDIVACS-DF NO CAMPO

O SINDIVACS-DF começou ontem dia 28/02/2013 as visitas a base da categoria para ouvir as reivindicações e sugestões dos trabalhadores, bem como fazer alguns esclarecimentos.

O sindicato visitou o Centro de saúde 01 do Itapoá, Centro de Saúde 01 de São Sebastião e o Núcleo de Inspeção do Lago Sul.

Em breve divulgaremos os Locais das próximas Visitas.

Morte por leishmaniose causa alerta no Distrito Federal

Morte por leishmaniose causa alerta no Distrito FederalA vítima é um bebê de 10 meses, que passou pelo Privê Morada Sul, um condomínio da região do Altiplano Leste. Comunidade da região, onde há contaminações confirmadas, estão com medo

Gabriella Furquim

Publicação: 01/03/2013 06:01 Atualização: 28/02/2013 21:51

 (Carlos Moura/CB/D.A Press - 26/2/13)

De uma hora para outra, a pequena Alicia de Oliveira Santilli, de 10 meses, deixou de ser o bebê sorridente das fotos guardadas com carinho pela avó, a dona de casa Denise Braz Santilli, 50 anos. “Ela começou a ter febre e não queria comer. Ia ao médico, mas nada de errado era encontrado”, conta. A menina acabou não resistindo e, apenas 10 dias após o sepultamento, a causa da morte de Alicia foi esclarecida: leishmaniose visceral, também conhecida como calazar. A família acredita que a bebê tenha contraído a doença durante uma visita, no fim de 2012, aos avós, que moram no Condomínio Privê Morada Sul. Na região, há casos comprovados de cães e pessoas contaminadas pela doença, o que deixa os moradores em alerta.

Durante o ano passado, 36 pessoas foram diagnosticadas com a leishmaniose no Distrito Federal — quatro delas morreram. Apesar de o número de doentes ser um pouco menor que o de 2011, quando 40 notificações foram confirmadas, o coeficiente de letalidade (resultado da relação entre o número de mortes e o de casos) é o maior desde 2005 — 11,1%. Apenas uma das vítimas que morreram com a doença contraiu o parasita aqui — casos chamados de autóctones. Baiano, o homem trabalhava como caseiro no Lago Norte há um ano e meio. As outras três mortes foram de pacientes do Maranhão e de Goiás, que vieram se tratar em Brasília.

Cadê o Concurso Público para Agente de Vigilância Ambiental em Saúde, O Distrito Federal hoje é coberto por apenas 8 Agente de Vigilância Ambiental em Saúde, que trabalham com leishmaniose.
Isso é um absurdo para a capital do pais.